Transformação digital para pequenas e médias empresas – Soluções fracamente acopladas

Certamente você ouviu falar sobre Transformação Digital e ainda pode se perguntar se todos esses chavões são realmente relevantes para PMEs. Como Provedor de Soluções você precisa imaginar quais novos cenários de interrupção sua solução fornecerá aos seus clientes de PME – além das práticas conhecidas e recomendadas do setor.

Enquanto você se pergunta se a Transformação Digital já chegou ou vai chegar ao mercado PME, alguns produtores de vinho de alta qualidade (e empresas familiares) na Alemanha usam blockchain para contar a seus clientes a história completa da garrafa que estão bebendo .

Além disso, em sua próxima palestra de pré-venda com um proprietário de uma pequena empresa de manufatura, a sigla IoT estará sobre a mesa. Já há pequenas empresas têxteis que podem prever as próximas tendências da moda usando análise de sentimentos e aprendizado de máquina.

Esta série de artigos, extraídas da Comunidade SAP, é exatamente sobre isso: como sua solução pode oferecer suporte a clientes PME para se adaptarem à onda de ruptura que a tecnologia digital está causando.

Vamos começar primeiro com a primeira decisão importante que você precisa tomar. Separar sua solução do Núcleo Digital, com uma estratégia “fracamente acoplada” (loosely coupled).

Desmembre sua solução agora

Antes de entrar no mundo digital, a primeira etapa importante a ser feita é colocar a solução no tempo de execução correto, ou seja, em uma plataforma que permita a reutilização de conteúdo avançado e desenvolva rapidamente esses cenários, fazendo com que seus clientes PME prosperem nesse bravo novo Mundo Digital.

A principal decisão de projeto para desmembrar sua solução do Núcleo Digital e alavancar totalmente uma solução de nuvem. Resumido, neste cenário teríamos a seguinte configuração:

Essa escolha torna o resto muito fácil. Uma vez que você entra nesse cenário “fracamente acoplado” (loosely coupled), sua solução se torna muito mais rápida de desenvolver e mais fácil de manter. Além disso, há um ótimo efeito colateral: como não há componentes SW sendo executados no tempo de execução do Digital Core e sua solução é executada em um conjunto de serviços da Web bem definidos, a dependência do próprio Core fica um pouco diminuída. Em suma, podemos dizer que…

O Núcleo Digital é apenas um detalhe

No final do dia, tudo depende da sua solução é um conjunto de APIs que dá acesso aos objetos padrão do ERP, como lançamentos contábeis, pedidos de vendas e estoque. É verdade que o formato destes será, com certeza, diferente e a semântica desses objetos não será a mesma, mas sua solução pode lidar facilmente com essas diferenças com uma camada de adaptação que implementa todos esses detalhes abaixo de alguma interface sua.

Isso significa que, além de alguma adaptação, sua solução pode se conectar a um Digital Core diferente e ainda estar funcionando. Magicamente, seu mercado endereçável se torna cada vez maior e você pode abordar diferentes clientes que usam diferentes tipos de Núcleos Digitais.

Não é de surpreender que, como somos SAP e estamos falando de PME, um exemplo muito interessante disso é a possibilidade de executar suas soluções no SAP Business One e no SAP Business By Design. Apesar das diferenças óbvias entre eles, esses dois produtos compartilham uma propriedade muito interessante: ambos expõem seus próprios objetos e serviços com um conjunto de serviços da Web do ODATA.

Assim, a abordagem “fracamente acoplada” pode funcionar para ambos os sistemas e deve ser bem simples passar de um sistema para outro. Se você ainda é cético, então vamos torná-lo mais concreto com um exemplo do mundo real.

Assistente de Voz com SAP Business One – Alexa

Você já deve ter visto o Alexa integrado ao SAP Business One. Você pode ter visto em ASUG no ano passado ou você pode ter lido sobre isso em um artigo

É uma demonstração bastante impressionante, embora, do ponto de vista da arquitetura, seja uma integração bastante direta.

Nesta prova de conceito, o SAP Business One é o Digital Core e a solução é executada no SAP Cloud Platform. Seria possível mudar o SAP Business One com outro Digital Core, por exemplo, o SAP Business By Design, e ter os mesmos cenários de solução ainda em execução?

Bem, como você pode imaginar agora, a resposta é um sim direto. Todo o manuseio do chat de voz é tratado no SAP Cloud Platform com uma implementação do chatbot, e toda a ação entre a solução e o SAP Business One é tratada pelos serviços da web. O SAP Business One atua como caixa preta para o Alexa, tudo o que a solução vê é um conjunto de serviços.

Vamos tomar como exemplo um cenário: a solicitação de um posicionamento de pedido. Você pode ver isso em ação aqui ::

Agora, a implementação deste cenário é bastante direta: a conversa com Alexa é analisada e todos os parâmetros são tomados, então uma chamada para criar um pedido é enviada para o SAP Business One, e quando ele retorna, uma resposta é preparada para o Alexa. . Para chamar uma criação de pedidos, tudo o que precisa ser feito é:

  • um POST para o serviço SalesOrder na camada de serviço (Service Layer).

Tudo o que temos a fazer agora é substituir o código correspondente a este POST a uma chamada para o SAP Business ByDesign e tudo estará funcionando sem problemas. Para fazer isso, primeiro precisamos criar o endpoint correto no SAP Business By Design, e aqui está como você faz isso:

Depois que o endpoint / SalesOrderCollection do SAP Business By Design for criado e disponibilizado, tudo o que precisamos fazer é enviar uma mensagem POST com os parâmetros corretos.

Toda a mágica está feita: simples.

Claro que isso requer alguma mudança no código para se adaptar aos diferentes nomes, parâmetros, semântica e assim por diante. Mas isso pode ser feito facilmente de maneira que a estrutura geral da solução permaneça inalterada. Você pode pegar o código de Alexa aqui e tentar sozinho. Claro que já fizemos isso por alguns cenários, e este é o resultado:

Alexa – Relatório de vendas com o SAP Business One

Alexa – Relatório de vendas com o SAP Business by Design

Então você vê que os mesmos cenários que estávamos usando para o B1 agora estão sendo executados no ByD, apenas mudando os pontos de integração de volta com o Digital Core. Como de costume, você pode encontrar o código para o ByD Assistant no GitHub

Próximos passos

Neste blog, vimos como você pode usar uma solução flexível do SAP Business One no SAP Cloud Platform, alterar os pontos de integração e migrá-lo para o SAP Business ByDesign.

Usando técnicas semelhantes, no próximo blog, veremos como desenvolver soluções inteligentes para SMBs, em diferentes sistemas SAP.


Veja os outros artigos desta série:


FONTE: Comunidade SAP [by Gianluigi Bagnoli and Ralph Oliveira]


 

Compartilhe!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.