Integração é a competência central para transformação digital!

Integração entre sistemas: Competência central na implementação da transformação digital

Integração entre sistemas: Competência central na implementação da transformação digital. Isso significa gerenciar dados e processos de modo conectado e automatizado, obtendo informações uteis e insights para a melhor tomada de decisões.

Século XXI. O mundo está interligado pela internet, todos acessam tudo pelos seus celulares, com facilidade. Desde aplicativos de comunicação instantânea, redes sociais, operações bancárias, áudio e vídeo em streamingMas este cenário pessoal ainda não faz parte do cotidiano empresarial, muitas empresas ainda não entendem a importância da integração entre sistemas, gerenciando seus negócios com planilhas, ou com sistemas ERPs que podem ser acessados somente de dentro da empresa.

Neste contexto que se fala em Transformação Digital. Transformar os negócios empresariais do mesmo modo que a vida pessoal cotidiana se transformou nos últimos anos.

Continue lendo “Integração é a competência central para transformação digital!”

Compartilhe!!

A inteligência artificial e seu impacto sobre os ERPs

tecnologias de Inteligência Artificial com ERP surgem com o intuito de aumentar a competitividade das empresas

As tecnologias de ERP com Inteligência Artificial têm o intuito de aumentar a competitividade e colocar as empresas um passo à frente da concorrência.

Na era da Transformação Digital, as tecnologias de ERP com Inteligência Artificial surgem com o intuito de aumentar a competitividade e colocar às empresas um passo à frente da concorrência. Quem não souber lidar com essas transformações, consequentemente, ficará para trás!

A tendência com essa inovação é que a Inteligência Artificial (IA) se torne cada vez mais importante nos sistemas de gestão das organizações, tornando-os mais intuitivos e proporcionando mais conhecimento aos gestores.

Continue lendo “A inteligência artificial e seu impacto sobre os ERPs”

Compartilhe!!

Fique a frente da concorrência: Digitalização na cadeia de suprimentos

Digitalização na cadeia de suprimentos

Atualmente, ter uma estratégia bem direcionada para digitalização na cadeia de suprimentos, é essencial para obter benefícios e ficar à frente da concorrência.

O ritmo frenético de desenvolvimento de novas tecnologias ainda não encontra eco nas áreas de supply chain das empresas. É essencial para as empresas à digitalização na cadeia de suprimentos para atender a uma demanda cada vez maior pela geração de eficiência e flexibilidade, e pela melhora da experiência do cliente.

Pesquisa divulgada recentemente pela DHL, mostra que 95% das 250 empresas entrevistadas não aproveitam totalmente os benefícios de redução de custos oferecido pelas novas soluções tecnológicas.

Continue lendo “Fique a frente da concorrência: Digitalização na cadeia de suprimentos”

Compartilhe!!

CNI alerta: Adoção do modelo 4.0 na indústria brasileira é urgente!

adaptação à Indústria 4.0 já é uma realidade

O estudo destaca que a adaptação à Indústria 4.0 já é uma realidade, onde cada setor deve atualizar-se para seguir competitivo no mercado.

Dos 24 setores da indústria brasileira, 14 precisam dar um salto tecnológico para se manterem competitivos no mercado interno e externo, ao que vem sendo chamado de “adaptação à Indústria 4.0”.

O estudo analisou taxas de produtividade, exportação, importação e inovação de diversos segmentos industriais brasileiros, realizou também uma comparação com as 30 maiores economias do mundo para avaliar a situação das firmas nacionais nos mercados interno e externo.

Entenda desde o termo “Indústria 4.0” aos obstáculos e impactos de sua implantação nos setores industriais:

Continue lendo “CNI alerta: Adoção do modelo 4.0 na indústria brasileira é urgente!”

Compartilhe!!

Principais desafios da transformação digital no varejo!

Principais desafios da transformação digital no varejo!

Pesquisa global da Fujitsu revela que, o medo do fracasso é um dos principais desafios da “temida” transformação digital no varejo.

Além do medo do fracasso, a pesquisa traz que organizações lutam para equilibrar os quatro elementos estratégicos necessários para a transformação digital no varejo.

O estudo, realizado com 189 líderes empresariais no setor varejista, é um recorte de uma pesquisa mais ampla que analisou a perspectiva de 1625 executivos com relação aos quatro elementos estratégicos necessários para a transformação digital: Pessoas, Ações, Colaboração e Tecnologia(PACT).

Veja o que revela à pesquisa global da Fujitsu: “The Digital Transformation PACT1”

Continue lendo “Principais desafios da transformação digital no varejo!”

Compartilhe!!

CNI recomenda desburocratização, educação e pesquisa para indústria crescer

Os principais caminhos para a indústria brasileira crescer, segundo relatório da CNI

O relatório da Confederação Nacional da Indústria (CNI) aponta os principais caminhos para a indústria brasileira crescer de forma sustentável nos próximos anos.

O equilíbrio fiscal, redução da carga tributária e da burocracia, investimento em educação, pesquisa e inovação, são os principais caminhos para a indústria brasileira crescer de forma sustentável nos próximos anos.

As conclusões constam do relatório da Confederação Nacional da Indústria (CNI), que apresenta também, sugestões para os candidatos às próximas eleições presidenciais.

Continue lendo “CNI recomenda desburocratização, educação e pesquisa para indústria crescer”

Compartilhe!!

Gestão Empresarial ágil requer Tecnologia

Gestão Empresarial ágil requer Tecnologia

Hoje, gestão requer tecnologia! Não há como aumentar eficiência e competitividade no mercado sem incorporar ferramentas empresariais, algo que já está além do conceito de ERP.

Todas as organizações, por maiores que sejam as diferenças de suas atividades, sem exceção, precisam superar os seus desafios mais específicos, incorporar inovações em seus processos e produtos para aumentar eficiência e competitividade no mercado.

O que existe em comum a todos os players dos mercados e o que será determinante para o sucesso pode ser resumido em poucas palavras: gestão com tecnologia.

Continue lendo “Gestão Empresarial ágil requer Tecnologia”

Compartilhe!!

Em 2018, além do ransomware teremos a AI com nova ameaça cibernética.

Em 2018, além do ransomware teremos agora ataques com uso de inteligência artificial.

Relatórios divulgados por empresas especialistas em segurança cibernética, apontam que em 2018, além do ransomware teremos agora ataques com uso de inteligência artificial.

De acordo com as Previsões de Segurança para 2018 da Trend Micro, a tendência é de que os cibercriminosos continuem atacando grandes alvos por meio da personalização do ransomware, e agora ataques com uso de inteligência artificial (AI).

No entanto, a Trend Micro acredita que o ransomware não será o único método utilizado para extorsão digital, veja mais:

Continue lendo “Em 2018, além do ransomware teremos a AI com nova ameaça cibernética.”

Compartilhe!!

Gartner prevê gastos de corporações com TI de quase US$ 4 tri em 2018

Projetos em negócios digitais, blockchain, IoT, big data, Machine Learning e Inteligência artificial serão as principais tecnologias com aumento de gastos nas corporações

Projetos em negócios digitais, blockchain, IoTbig data, Machine Learning e Inteligência artificial serão as principais tecnologias com aumento de gastos nas corporações.

Segundo o Gartner, o setor de Tecnologia de Informação consumirá US$ 3,7 trilhões dos orçamentos das empresas em todo o mundo. As principais tecnologias com aumento de gastos nas corporações serão em: projetos em negócios digitais, blockchain, internet das coisas(IoT), avanço do big data para algoritmos, aprendizado de máquina(Machine Learning) e inteligência artificial(AI).

Veja como a saída do Reino Unido da União Europeia pode afetar esta previsão.

Continue lendo “Gartner prevê gastos de corporações com TI de quase US$ 4 tri em 2018”

Compartilhe!!

Tendências para o Service Desk em 2018

Tendências para o Service Desk em 2018

Embora não sejam mais novidades em termos de recurso tecnológico, a Internet das Coisas e a Inteligência Artificial tendem a ser a grande aposta como tendências para o Service Desk em 2018.

Uma das tendências para o Service Desk em 2018, é que o atendimento torne-se cada vez mais aderente às necessidades dos públicos com a evolução da base de dados, mesmo com a redução da interferência humana.

Uma das áreas mais propensas dentro de uma empresa madura para transformação digital é o tradicional Service Desk de TINão é de hoje que a automação do Service Desk é uma pauta recorrente nas empresas.

Tecnologias embarcadas na central de suporte – que há anos tem tido papel estratégico na gestão da TI – está passando por algumas adaptações ao integrar novos recursos como a IoT e inteligência artificial(AI).

Nesse cenário, a principal questão que permeia as discussões sobre inovação é o paradoxo da digitalização integral do atendimento versus a melhoria do relacionamento com os clientes. Como fazer essa transição sem prejuízos à experiência do usuário? Continue lendo “Tendências para o Service Desk em 2018”

Compartilhe!!