Acima das expectativas Investimentos em TI crescem quase 10% no Brasil em 2018

Os investimentos em TI no Brasil alcançaram a marca de 47 bilhões de dólares em 2018. Os dados estão na prévia do estudo “Mercado Brasileiro de Software e Serviços”, feito em parceria entre a ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) e o IDC.

Com esse valor, aponta o levantamento, os investimentos na área no país registraram um crescimento de 9,8% em relação a 2017.Superando assim com folga as previsões para o ano passado, que eram de 4,1%, e a média mundial para o período, que foi de 6,7%.

Além disso, a pesquisa também posiciona o Brasil no 9º lugar do ranking mundial de investimentos na área, incluindo software, hardware e serviços de tecnologia.

Deste valor total de investimentos em TI, pouco mais da metade (US$23,9 bilhões – ou 51,3%) é referente a hardware. O restante ficou dividido entre serviços (US$12,2 bilhões – 26,2%) e software (US$10,5 bilhões – 22,5%).

Números globais

O Brasil se manteve em primeiro lugar no ranking da América Latina, sendo responsável por 42,8% dos investimentos em TI. Este valor é mais do que o dobro registrado pelo México (20%), que ficou em segundo lugar, seguido por Argentina (7,5%) e Colômbia (7,1%). No total, a região investiu US$108,8 bilhões no mercado de TI em 2018, representando quase 11% do total mundial.

TIC
Já em relação aos investimentos em TIC, que inclui TI e Telecom, o Brasil desceu uma posição no último ano, ficando em 7º lugar no ranking mundial, com US$ 97 bilhões investidos.

Este fato ocorre seguindo uma tendência de ligeira retração dos últimos anos desse setor, muito relacionada à transição de voz para dados dos consumidores.

Desta forma, o Brasil ficou à frente da Índia (US$86 bilhões) e logo atrás da França (US$109 bilhões).

Previsões para 2019

E a expectativa para o Brasil em 2019 é ainda melhor, conforme a ABES e a IDC. Está projetado um crescimento de 10,5% nos investimentos em TI no país neste ano.

Esse aumento, que representaria aproximadamente o dobro da média mundial, prevista para 4,9%, seria impulsionado pela venda de devices, de acordo com as instituições.

LEIA MAIS:
Investimento em Nuvem Privada. Porque não?
Pesquisa da IFS revela ERP como um dos investimento prioritários nas industrias


FONTE: Computerworld


Compartilhe!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.