Integração entre sistemas e a evolução das APIs

Integração de sistemas ainda é um super problema para muitas TIs corporativas. Diariamente, nos deparamos com grandes empresas fragilizadas pelo cenário caótico de integrações. Comumente, estas empresas amargam um timeto market dilatado para projetos que dependam da TI, dada a dificuldade em fazer as integrações necessárias para cada projeto.

Muitos times de TI de empresas viram suas demandas por conectividade entre aplicações crescer desgovernadamente, impactadas pela popularização das soluções SaaS nas empresas, pela migração para a nuvem e pelo ritmo acelerado de mudanças tecnológicas dos últimos tempos.

A adoção de APIs públicas e privadas para conectar todos os sistemas da empresa, seria a receita mais recomendada.

Por que a conectividade liderada por API é necessária para resolver problemas de integração?

Ter uma estratégia de APIs está se tornando cada vez mais importante, já que as tecnologias que as empresas estão usando para interagir com seus clientes, funcionários e parceiros, mudam em uma velocidade nunca vista antes.

A convergência de tecnologias corporativas como IoT, SaaS, big data, redes sociais, apps e APIs, está fornecendo novas ferramentas poderosas para permitir que as empresas façam mais, gerem novos fluxos de receita, compreendam melhor seus clientes e inovem mais rápido do que nunca.

Além disto, a crescente adoção de microsserviços exige que as empresas amadureçam na utilização de APIs públicas e privadas, para conectar os microsserviços e as aplicações nos sistemas da empresa.

Sempre que um projeto exige integrações, elas são feitas por meio de conexões ponto a ponto, também conhecidas como ad hoc. Isso torna o sistema frágil e complexo, tornando-o propenso a falhas, o que exige muito tempo e recursos de TI para serem mantidos.

Também houve um aumento na frequência de atualizações nesses novos sistemas. Por exemplo, enquanto o banco de dados de um sistema bancário geralmente é modificado uma vez ao ano, os requisitos das aplicações, on-line e móveis, que se conectam a esses sistemas, podem mudar semanalmente, diariamente ou até mesmo por hora.

A velocidade dessas mudanças não pode ser atendida pelos métodos tradicionais de integração ponto a ponto. Neste caso, necessita-se de outra abordagem: conectividade liderada por APIs.

A InterGATE é especialista em Integrações…Fale conosco

integração

Como funciona o modelo de integração orientada por APIs?

As APIs usadas em uma abordagem liderada por API para conectividade podem ser classificadas em três categorias:

  • APIs de sistema – geralmente acessam os principais sistemas da empresa e fornecem um meio de isolar o usuário da complexidade tecnológica. Uma vez criados, muitos usuários podem acessar dados sem precisar aprender os sistemas subjacentes e podem reutilizar essas APIs em vários projetos.
  • APIs de processo – essas APIs interagem e modelam dados em um único sistema ou entre sistemas (dividindo silos de dados) e são criadas aqui sem depender dos sistemas de origem desses dados, bem como dos canais de destino, por meio dos quais esses dados são entregues.
  • APIs de experiência – as APIs de experiência são o meio pelo qual os dados podem ser reconfigurados para que sejam mais facilmente consumidos por seu público-alvo, tudo a partir de uma fonte de dados comum, em vez de configurar integrações ponto a ponto separadas para cada canal. Geralmente, uma API de experiência é criada com princípios de design baseados em API, em que a API é projetada com foco na experiência do usuário.

Ao criar e organizar suas APIs dessa maneira e, em seguida, torná-las detectáveis ​​e disponíveis para o negócio de forma autossuficiente, a conectividade conduzida pela API torna seu negócio mais compacto.

Deste modo, permite que as equipes de toda a empresa componham, recomponham e adaptem essas APIs às necessidades em mudança do negócio.

Como a conectividade liderada por APIs poderia me ajudar no meu negócio?

Searching Engine Optimizing SEO Browsing Concept

Com uma abordagem de conectividade liderada por API, no entanto, quando as equipes têm a tarefa de criar um novo aplicativo móvel, agora tem recursos reutilizáveis, criados a partir de APIs de sistemas e processos, eliminando todo o trabalho necessário para criá-los.

Criar o aplicativo móvel, portanto, é uma questão de conectar os vários sistemas. E agora é muito mais fácil inovar e adicionar novos serviços neste caso, adicionar informações de status de envio, etc. Isso economiza tempo, dinheiro e recursos, e garante que os projetos possam ser concluídos mais rapidamente.

Quais são os benefícios comerciais da conectividade liderada pela API?

Uma abordagem de conectividade conduzida por API para entregar projetos de TI garante que você não esteja apenas no prazo e no orçamento de seus projetos, mas também construa os ativos reutilizáveis ​​que economizarão tempo e dinheiro para a empresa, criando uma infraestrutura projetada para mudança, construída com visibilidade, conformidade e governança. Além disto, que atenda às necessidades do negócio, no que tange a agilidade sustentável no longo prazo.

API permite que você avance rapidamente em seu primeiro projeto, mas, na verdade, acelere ainda mais a partir do seu segundo projeto, devido a recursos reutilizáveis ​​e a uma capacidade organizacional integrada. A conectividade conduzida pela API libera recursos, permitindo que você inove e se mova rapidamente.

FONTE: Blog Vertigo

Compartilhe!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.