BAM: A importância de se monitorar os dados para atingir resultados

Um bom gestor conhece a importância de definir os objetivos que se quer atingir e analisar os dados relacionados para saber se os esforços estão no caminho correto. Para contribuir nesse processo, apresentamos um conceito chamado BAM. Confira!

O físico e matemático britânico Lord Kevin já dizia, há mais de 200 anos, que “O que não se define não pode ser medido. O que não é medido não pode ser melhorado. O que não melhora, sempre se degrada“. Ou seja, é necessário definir os objetivos que se quer atingir e analisar os dados relacionados para saber se os esforços estão no caminho correto. A fim de ajudar as empresas a manter um controle mais eficiente sobre um grande volume de informações relevantes, existe uma solução de alto nível: o Business Activity Monitoring (BAM). é utilizada!

Entenda o que é isso e como essa ferramenta é considerada um ótimo recurso para que organizações consigam seguir objetivamente o fluxo dos processos.

BAM (Business Activity Monitoring) ou diretamente “Monitoramento de Processos de Negócio”, trata-se de uma ferramenta de controle de procedimentos de gestão. Através de um painel de controle, os administradores têm uma visão global de tudo que está em desenvolvimento e podem ter acesso aos indicadores e dados relacionados. Tudo em real time, também contando com informações sobre o histórico de operações.

BAM: ferramenta para controle de procedimentos de gestão

Enfim, tudo que foi registrado no sistema permanece arquivado e de fácil acesso.

BAM e processos produtivos

Sempre que uma instituição decide implantar uma ferramenta como o BAM, a gestão pode cruzar parâmetros e dados relativos à performance. Este tipo de procedimento ajuda a evitar perdas, demoras, colapsos em setores específicos e contribui para que decisões possam ser tomadas rapidamente.

Acompanhar o desenvolvimento de suas atividades torna-se mais prático. Até porque nenhum processo é totalmente linear e variações na cadeia produtiva podem existir, seja por falhas ou necessidades de adaptação. Neste sentido, acompanhar as métricas permite identificar nós na produção e incorporar tendências que contribuam para o aperfeiçoamento da produção.

Na verdade, não só na produção de bens de consumo o BAM pode ser aplicado. Estruturas operacionais ou estratégicas (recursos humanos, técnicas e tecnologia) são particionados para que seja possível analisar cada módulo isoladamente, mas dentro de um contexto global. Isso permite que a companhia consiga propor soluções para integrar as técnicas aplicadas e manter seu grau de competitividade de acordo às demandas do mercado.

Benefícios da implantação do BAM

  • Melhoria do controle do fluxo de trabalho e das atribuições de forma clara e precisa;
  • Medição precisa dos tempos de realização das tarefas;
  • Controle rígido de prazos de entrega do produto final;
  • Melhor integração entre soluções;
  • Redução dos riscos implicados nas operações

A arquitetura do controle BAM apresenta variações, depende da plataforma escolhida para dar seguimento às métricas. Mesmo assim, as estruturas mais comuns são organizada da seguinte forma:

Interface de desenvolvimento: Parte que possibilita a criação de gráficos e definição da forma como os dados serão tratados.

Interface de apresentação: Parte ‘visível’ da ferramenta. Onde os gráficos serão exibidos e se permite visualizar todas as informações das métricas.

Banco de dados: Onde são armazenadas todas as informações que se mostra na interface de apresentação BAM. De fato, as informações alimentadas no sistema podem ter origem em outros sistemas (ERPs, BPMS, outros bancos de dados, etc), mas o BAM costuma contar com arquivamento interno, principalmente para ter autonomia no processamento das informações e não precisar acessar fontes externas o tempo todo.

Camada de Integração: Como dito no item anterior, o BAM não funciona isolado e sim tem capacidade para se conectar com outros sistemas e plataformas. Esta camada é a responsável pela comunicação entre os diferentes ambientes.

Interface de Gestão: Esta serve para os processos administrativos da ferramenta. Definição de usuários, privilégios de cada um, assim como acessos e restrições.

Interface de Monitoramento: Algumas ferramentas BAM contam com a possibilidade de ativar alertas quando alguma métrica se desviem muito do esperado. A plataforma pode então enviar um E-Mail ou mesmo uma mensagem para celular via SMS.

O BAM não cria informações, somente ajuda a monitorar tudo o que acontece na sua empresa em tempo real. Além da ferramenta, é necessário que sua empresa saiba definir quais serão os indicadores mais importantes a seguir.

Uma visão ampla das métricas mais importantes permite que os gestores decidam o que é mais importante em base a informações fiéis e em tempo real.


Você também pode gostar:


FONTE: MAIS Consultoria e Sistemas


 

Compartilhe!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.